"Quem não luta pelos seus direitos não é digno deles." Rui Barbosa

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

TRISTE REALIDADE

Depois de grande pressão dos FEAs do quadro da CIDASC, profissionais da área, outros órgãos de classe a associações, a diretoria da CIDASC se pronuncia a respeito do CASO TAKEDA    http://www.cidasc.sc.gov.br/blog/2013/09/13/nota-de-esclarecimento/

O site da empresa pública de SC, responsável pela Defesa Agropecuária- CIDASC, estampou uma nota de esclarecimento no dia de hoje, com toda a sua excelência. Mais uma vez demonstrou publicamente a não valorização e o desinteresse pelo trabalho e empenho dos FEAs, pois preocupou-se mais em afirmar como suficientes suas ações e dona absoluta da verdade sobre o ocorrido desconsiderando as vastas publicações nas redes sociais, blogs e sites que percorreram o Brasil, denunciando a COVARDE AGRESSÃO A UM FEA, do que repudiar e empenhar-se para coibir tal conduta coronelística em pleno século XXI, sem perceber que tal agressão ultrapassa o FEA e atinge a instituição e o Estado, por ele representado.

Como sempre, muita informação sem embasamento e ações sem a virtude da legalidade e força necessária.
Segundo a nota, na segunda feira o estabelecimento foi formalmente informado e terá que regularizar a situação e o FEA "restabelecido" retornou ao local...

Tratou a tentativa de homicídio como uma banalidade, A VIDA HUMANA DESPREZADA, não foi enviado ninguém do jurídico da empresa para agilizar e realizar as demandas jurídicas necessárias.

Resolveu o problema do estabelecimento!

Uma semana depois publica uma nota de esclarecimento...
O delegado do caso afirmou que irá investigar a "suposta" agressão....

Me desculpem os que se iludem com as propagandas enganosas, mas...
Guilherme Takeda em reunião da AFEA SC

O caso Takeda excede qualquer limite da aceitabilidade e requer especial atenção e publicidade e não o largo caminho de não reconhecer as deficiências existentes e buscar corrigi-las com eficácia e coma participação técnica dos FEA, pois além do mesmo, foram ameaçados o FEA Diogo Gadoti, que o acompanhava e suas famílias.

O fato é um divisor de águas e somente uma punição exemplar pode reverter a situação caótica a que estamos submetidos diuturnamente.

Tenho certeza que nosso colega Takeda, não gostaria de ser mártir, o que talvez será necessário para que ocorra uma verdadeira mudança de rumos na Defesa Sanitária Catarinense.

Grandes lições advêm de grandes dores e a dor das famílias do Guilherme e do Diogo, a angústia que somente elas sentem em seus lares, essas ninguém pode remover, a não ser o tempo e o que construirmos juntos a partir de agora.

Luiz Claudio Todeschini
Presidente AFEA

9 comentários:

  1. ihh...a falta de ética e RESPEITO é tanta que tinha gente grande fazendo piadinha do ocorrido pelos corredores... não conseguem ver a gravidade do fato

    ResponderExcluir
  2. Jonilson Lopes de Aguiar16 de setembro de 2013 11:14

    http://www.radiointegracaoam1180.com.br/page/publicacoes/ler/38986/abate-deve-ser-reiniciado-na-proxima-semana-.html


    CIDASC está se empenhando mais do que o próprio dono do frigorífico para reabri-lo....
    VERGONHA TOTAL! ATÉ QUANDO ISSO????

    ResponderExcluir
  3. Espero que a Promotoria Pública seja firme e faça o seu trabalho, diferente da CIDASC que praticamente ficou contra o seu servidor.

    ResponderExcluir
  4. Mais do que defender uma pessoa o Estado Constituído precisa defender os cidadãos. Isto está uma negligência geral a perceber o que está explícito no cenário nacional diante dos últimos acontecimentos (Caso Mensalão).
    Nos vimos "pequenos", mas não devemos nos calar.
    Nossa geração não pode se omitir.
    A história irá nos condenar pela omissão. Mas se a gente ficar atento e deixar algo registrado, ficaremos na HISTÓRIA.
    CORAGEM COLEGAS.

    ResponderExcluir
  5. Jonilson Lopes de Aguiar16 de setembro de 2013 19:38

    Todeschini, lamentável mesmo é ver que estou quase q sozinho na ideia de fazer manifestação qdo o governador vir a SMO, pois ja estou sabendo que tem colegas daqui que até fizeram sarcasmo dessa ideia....até agora não recebi resposta nenhuma de colega nenhum dos emails q enviei. Estamos mais sozinhos do que pensamos, Todeschini. Te confesso que larguei de mão, não participo nem comento mais nada, cada um q se vire como pode...é a realidade nossa daqui, pois se tu não participas de um grupo fechado, tu não tens direito nem a lançar ideias...lamentável! Larguei! Somos culpados por tudo isso acontecer, sabe pq? Pq há desunião, algumas vezes velada, algumas vezes descarada, entre nós mesmos, todos da cidasc. Triste isso! Amigo, enquanto não acabarmos c as vaidades dentro de nós mesmos, não iremos a lugar nenhum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não desanimemos, Jonilson. Existem colegas calados, mas em decorrência de falta de tempo. Calados sim, mas conformados nunca. Estou pronta para qualquer manifestação que partir da pessoa do Todeschini e colegas seguidores. Não podemos nos calar diante de uma situação inaceitável como esta. A hora é agora. Chega de desunião, chega de opressão...vamos mostrar nossa real importância à sociedade...afinal, temos ou não temos argumentos para nos expressar? Num grupo grande como o nosso sempre existirão os opositores, mas a grande maioria há de vencer! E tenho certeza, que esta grande maioria somos nós, que estamos aqui, com o coração ferido junto como o do colega Takeda, com aquele nó na garganta que sentimos quando perdemos, não por termos menor importância muito menos por não termos razão, mas por sabermos que até hoje sempre nos mostramos calados e submissos. Se nossa missão é esta, salvaguardar a saúde pública e econômica do estado, porque iremos nos encolher diante de tal situação? Se existem culpados pelos problemas na cadeia produtiva, pelas dificuldades no setor agroindustrial, não somos nós, que estamos somente exercendo nossa profissão com conduta ética, os culpados. Se muitos produtos tem livre entrada em nosso estado, defasando e pormenorizando os nossos, os quais promovemos diariamente a sua qualidade, não somos nós os agentes causais. Então vamos pedir para os legisladores mudarem as leis! E se existem famílias que ficarão sem trabalho com a cassação deste estabelecimento, não haverão dificuldades em encontrarem novos e bons trabalhos, uma vez que a mão-de-obra é escassa nesta área. Avante, colegas!!! Nada de conformismo!!! Obrigada, Lucia Cimolin, pelas ótimas postagens em defesa dos colegas! Te admiro muito!

      Excluir
    2. Jonílson, eu já pensei muito em desanimar diante da falta de apoio em muitas situações, mas como muito bem colocou a Simone, se calarmos ficaremos à mercê dos medíocres e dos maus, pois a omissão dos bons é que permite o seu domínio.
      Quando me refiro aos maus e aos bons, falo de caráter!
      Tenha força e não olhe para os lados, faça tua parte, somos muitos tenha certeza, este pequenos hipócritas que não valorizam o seu semelhante através de sarcasmos, são medíocres e o fazem para esconder sua insignificância. Seja grande, pois poucos o são, mas são poucos homens que fazem a diferença no mundo. Passei a semana e continuarei em reuniões e contato com muitos FEA, a grande maioria está mobilizada, a presença em SMO será grande e temos agora a presença da imprensa estadual que fará a diferença. Não podemos aceitar de forma alguma a interferência política nesta violência de quadrilha e muito menos compactuar com a possibilidade da passar impune este episódio que representa a animalidade primitiva a que muitos seres humanos ainda estão presos.
      Estamos no século XXI, é inaceitável que este estabelecimento volte a funcionar antes que todos os fatos sejam apurados pela justiça de forma integral.

      Excluir
  6. 13.09.2013 |

    Abate deve ser reiniciado na próxima semana.




    Abate deve ser reiniciado na próxima semana. A expectativa é do proprietário do Frigorífico Malvessi, ANTONINHO MALVESSI.

    Ele retornou agora a pouco de São Miguel do Oeste, onde reuniu-se com representantes da Cidasc para tratar sobre a interdição da área de abates do frigorífico.

    TONI MALVESSI adiantou à nossa reportagem que o objetivo da reunião foi protocolar toda a documentação referente aos três itens considerados irregulares no frigorífico que culminaram na interdição ocorrida na última sexta-feira, dia seis.

    O empresário ressaltou que trabalhou durante toda a semana para agilizar essa questão, pois é de seu interesse, assim como da Cidasc, que o Frigorífico seja reaberto o quanto antes.

    Segundo ele, tudo que estava ao alcance da empresa foi feito e agora resta aguardar a visita dos fiscais estaduais que devem fazer uma nova vistoria no frigorífico na próxima segunda-feira.

    "A expectativa é de que já na segunda, no mais tardar terça-feira, o abate seja liberado. Não estamos medindo esforços para isso", salientou MALVESSI.

    Segundo ele, os itens que estavam no frigorífico foram praticamente todos comercializados e agora a continuidade do trabalho depende do abate de mais animais.

    Em contato com a nossa reportagem, TONI MALVESSI reiterou mais uma vez que não tem qualquer envolvimento com a agressão sofrida pelo veterinário da Cidasc, fato esse que ocorreu fora do frigorífico.

    Segundo ele, essa atitude é contra os seus princípios e todo o trabalho que desenvolveu até hoje na comunidade cedrense. O empresário disse lamentar profundamente a situação e toda a repercussão que causou...
    ANTONINHO MALVESSI esteve em São Miguel do Oeste acompanhado pelo gerente de Agricultura da SDR de Dionísio Cerqueira, PEDRINHO CASARIN e também por um médico veterinário.
    Fonte: http://www.radiointegracaoam1180.com.br/page/publicacoes/ler/38986/abate-deve-ser-reiniciado-na-proxima-semana-.html

    ResponderExcluir
  7. Quando eu for FEA em qualquer estado for, eu sempre vou levar meu trabuco junto. Alias... Já deveriam ter porte né. Uma FEA-SC disse que antigamente quando se entrava na cidasc vc ganhava um 38 e um fusco.

    ResponderExcluir